Logo em comemoração aos 25 anos da SPTrans, composto por ícones de ônibus e de localização (ponto de marcação de posição no mapa) à esquerda e à direita, em cores variadas. Ao centro, o texto SPTrans 25 anos com você por toda a cidade
Logotipo da SPTrans
Brasão da Cidade de São Paulo. Abaixo, os textos: Cidade de São Paulo - Mobilidade e Transportes
FILTROS:

m




FILTROS:


 
Imagem ilustrativa, contendo a vista aérea de uma estação do Expresso Tiradentes.

Consulta pública para licitação de instalação e reforma de pontos e abrigos de ônibus é estendida até sexta-feira (10)

06 de julho de 2020 - 15h42

As críticas e sugestões podem ser enviadas até sexta-feira (10/07)


O prazo da consulta pública para a licitação dos serviços de instalação, manutenção e reforma de pontos e abrigos de ônibus foi estendido até 10 de julho, conforme publicação no Diário Oficial de sábado (4/07). A ampliação do prazo, que antes era até o dia 6 de julho, ocorreu devido à atualização nos endereços das paradas de ônibus contempladas pelo processo. O novo período também permite que a população tenha mais alguns dias para se manifestar com críticas e sugestões que poderão ser utilizadas na elaboração do edital cuja minuta está disponível em http://www.sptrans.com.br/licitacoes/.

Foto: arquivo SPTrans

A licitação prevê que o serviço seja realizado em 4,8 mil abrigos e 500 totens em paradas de ônibus em toda a cidade, sendo que alguns locais receberão mais de um módulo de abrigo. A maior parte dos equipamentos atenderá os bairros mais distantes da área central da cidade.

O critério de julgamento da licitação será pelo menor preço, com contratação por um período de 36 meses para realizar o serviço de instalação e manutenção dos equipamentos. A previsão é de que a sessão pública de abertura das propostas seja realizada no início de agosto. Não haverá exploração comercial de propaganda nestes equipamentos.

A contratação irá contemplar os serviços em locais que não estão previstos no atual contrato de manutenção de pontos e abrigos. Sendo assim, não há sobreposição entre os pontos de parada contemplados na atual licitação e os de responsabilidade da SPObras.


Assessoria de Imprensa - SPTrans