Logo em comemoração aos 25 anos da SPTrans, composto por ícones de ônibus e de localização (ponto de marcação de posição no mapa) à esquerda e à direita, em cores variadas. Ao centro, o texto
Logotipo da SPTrans
Brasão da Cidade de São Paulo. Abaixo, os textos: Cidade de São Paulo - Mobilidade e Transportes
FILTROS:

m




FILTROS:


 
Imagem ilustrativa, contendo a vista aérea de uma estação do Expresso Tiradentes.

SPTrans passa a comparar os dados do cadastro de usuários do Bilhete Único Especial Idoso com os da Receita Federal

07 de maio de 2020 - 14h12

A SPTrans informa que todos os cadastros para o Bilhete Único Especial Idoso serão validados com os dados da Receita Federal. A primeira análise do banco de dados existente apontou que mais de 15 mil bilhetes do tipo Especial Idoso constam na Receita como CPFs de pessoas falecidas e, por esse motivo, esses cartões serão bloqueados, gradativamente, em maio.

Esta é uma forma de garantir que o benefício seja utilizado por quem de fato tem o direito. Vale ressaltar que os idosos, mesmo sem o Bilhete Único, podem viajar gratuitamente e descer pela porta da frente dos ônibus apresentando apenas o RG ao motorista.

Além dos cartões cadastrados em CPFs de pessoas idosas falecidas, a SPTrans passará a bloquear os bilhetes que apresentarem divergências de dados, como CPF cancelado, nulo ou com titularidade diferente na base de dados da Receita.

A SPTrans orienta os detentores destes cartões a regularizarem sua situação cadastral junto à Receita Federal. O usuário pode consultar a situação cadastral do seu CPF através do link https://servicos.receita.fazenda.gov.br/Servicos/CPF/ConsultaSituacao/ConsultaPublica.asp. Em caso de dúvidas, o beneficiário do Bilhete Único Especial Idoso pode entrar em contato com a SPTrans por meio do e-mail atendimento.idoso@sptrans.com.br e solicitar, se necessário a atualização cadastral, enviando uma foto do documento original, oficial, com foto atualizada e uma foto pessoal para identificação.

Assessoria de Imprensa