CMTC SPTrans - 73 anos de experiência
SPTrans
Cidade de São Paulo - Secretaria de Mobilidade e Transportes
FILTROS:

m




FILTROS:


 

Operação dos ônibus na Capital

11 de março de 2019 - 19h54

Atualização 19h50 

 A SPTrans informa que acompanha e monitora a operação das linhas de ônibus desde as 17h de domingo, devido às fortes chuvas que atingiram a cidade. No momento, a situação de circulação dos ônibus está em processo de normalização na Capital.

A equipe de campo da SPTrans segue monitorando a operação dos ônibus na capital e orientando passageiros e operadores, além de manter contato com os órgãos competentes, quando necessário.

Morosidade

Um desmoronamento de terra na Avenida Professor Francisco Morato, altura do nº 5.885, na Vila Sônia, às 7h30, causa morosidade na circulação dos ônibus, pois todos os veículos trafegam pelo corredor exclusivo. Esta lentidão prejudica o atendimento ao Terminal Campo Limpo.


Ocorrências encerradas

A operação do Expresso Tiradentes foi retomada a partir das 7h10 após ter a circulação interrompida devido a alagamento na Avenida do Estado. A SPTrans também atendeu à Operação Paese das 3h40 às 5h45 a pedido da CPTM, entre as estações Santo Amaro e Granja Julieta.

O atendimento ao Terminal Vila Prudente retornou após ser prejudicado por alagamento nas proximidades. O tráfego dos ônibus pelas avenidas do Estado e Luiz Ignácio de Anhaia Mello foi restabelecido às 9h10.

Em razão de queda de árvore, os ônibus não circularam pela Avenida Paulo Guilguer Reimberg, em Varginha, das 5h às 9h35. Já em Perdizes, uma queda de árvore impossibilitou a operação dos coletivos na Avenida Sumaré entre 7h35 e 10h20.

Os coletivos das linhas 3160/10 Term. Vl. Prudente - Pça. Clóvis, 3414/10 Vl. Dalila - Term. Pq. D. Pedro ll e 4310/10 E.T. Itaquera - Term. Pq. D. Pedro ll chegaram a mudar o trajeto, evitando a Avenida do Estado e seguindo pelas avenidas Rangel Pestana e Piratininga, entre 6h e 10h30.

Os ônibus que ficaram ilhados na Avenida do Estado na região de Vila Prudente, foram recolhidos entre 8h50 e 11h30. Eles tiveram problemas na parte elétrica e no motor. As equipes de mecânica das garagens fazem os reparos.

Os alagamentos também prejudicaram a saída de frota das empresas Imperial e Movebuss localizadas nos bairros Cambuci e Vila Alpina, respectivamente. Os ônibus começaram a circular a partir das 8h30.

Em razão de alagamentos, os ônibus de oito linhas foram impedidos de circular pela Marginal Tietê, abaixo da Ponte das Bandeiras, e efetuaram desvios pela Rua Voluntários da Pátria, Rua Santa Eulália e Av. Santos Dummont. A operação das linhas foi normalizada às 11h15.

Ações SPTrans

Em decorrência das fortes chuvas que caíram na Cidade de São Paulo, durante o período da noite do dia 10 e início da madrugada do dia 11, foram constatados pelo Centro de Operações – COP, Operadoras do sistema e equipes de Fiscalização, vários pontos de alagamento que ocasionaram morosidade/interrupção no trânsito e prejuízo à operação do transporte coletivo.

A SPTrans por meio do Centro de Operações monitorou o deslocamento dos coletivos nos principais pontos, direcionando às equipes de fiscalização e solicitando apoio da CET, quando necessário.

No inicio da manhã, foram deslocados 180 técnicos aos pontos críticos, acompanhamento do PAESE da linha 9 – Esmeralda e, principalmente, realizar orientação à população.

Durante todo o período o COP permaneceu monitorando todas as linhas, verificando a possível formação de novos pontos de interrupções viárias, em contato com as equipes de campo, com as empresas operadoras, trocando informações com o Centro  Integrado de Comando e Controle - CICC, Companhia de Engenharia de Tráfego - CET, Centro de Operações da Polícia Militar - COPOM, Centro de Operações do Corpo de Bombeiros - COBOM e a Defesa Civil Municipal.


Assessoria de Imprensa - SPTrans